segunda-feira, 18 de setembro de 2017

Compras de Setembro - 2017

Olá blogosfera!

O aporte deste mês foi de R$698,40 em 24 GRND3. Sigo firme na estratégia de formação da carteira, aportando em empresas que, sob minha análise, são sólidas e trarão bons rendimentos no longo prazo.

Vou compartilhar esse pensamento com vocês, porque vivo relendo meus posts pra me manter na estratégia: preciso arrumar uma forma mais rápida ou alocar mais tempo pra analisar ativos. Tenho uma lista ampla de ativos que me interessam e acabo demorando demais para me decidir. Por conta disso, não consigo lançar ordens a um preço mais baixo que a cotação atual. Dá pra conseguir algumas barganhas lançando ordens que só serão executadas em algumas semanas. O ideal ao meu ver, seria lançá-las já no dia 1º do mês e estipular um prazo de 15 dias pra ver se executa a um valor mais baixo. Caso não aconteça, cancelo a ordem e compro no preço que estiver valendo no momento. Tem que se valer da volatilidade de curto prazo.

É postulado que preço de compra (com exceção de bolhas) não importa no longo prazo, ainda mais no meu caso que aporto pouquinho todo mês. Porém, acho interessante quando se consegue comprar por um preço um pouco melhor.

No mais, melhorei um pouco meu mal humor. Na semana passada só corri uma vez, pois a semana foi tensa demais por conta do TCC na faculdade. Mas nesse fim de semana que passou corri no sábado e no domingo. Interessante que quando esse tipo de atividade começa a se incorporar na sua rotina, você acaba sentindo falta quando não faz. Na sexta-feira até comentei com a patroa que estava morrendo de vontade de correr, mas não iria por estar bastante cansado. Correr cansado não rende e você acaba arriscando a se lesionar. Falando nisso, preciso comprar um tênis novo pra correr. O meu já está velhinho e não amortece tão bem.

Sigo na montanha russa do humor, sempre torcendo para que os topos durem muito mais que as quedas... 😉

sexta-feira, 8 de setembro de 2017

Reflexões e rentabilidade - Agosto de 2017

Olá blogosfera.

Cumprindo tabela, seguem abaixo os comparativos de rentabilidade para o mês que se passou. Iniciei uma tendência mais forte de subida com a inclusão de renda variável na carteira e espero que estes ativos e os que ainda virão, ajudem a chegar mais perto do CDI. Mas no geral estou muito satisfeito, pois mês a mês meus ativos rendem acima da inflação. Só isso já me deixa com o sono tranquilo!

Clique para engrandalhecer

Clique para engrandalhecer

Já tenho uma ordem de compra lançada no broker que deve demorar alguns pregões para ser executada. Não é nem pela liquidez do papel, mas porque resolvi lançá-la com um valor um pouco mais pra baixo da cotação a propósito de estudo. Se eu ver que não tem jeito, a cancelo e lanço outra com valor diferente. Enquanto ela não é executada, não tem post de aporte mensal...

A rotina de exercícios está um pouco mais moderada. Estou com dificuldades para escrever a monografia na faculdade e ando muito desanimado ultimamente. Suspeito que tenho um nível moderado de depressão, visto que notei mudanças de comportamento nos últimos tempos e até já entrei em atrito com a senhora patroa por conta disso. Isso tudo acaba sendo um pouco complicado, porque ela é emocionalmente dependente de mim. Minha indisposição a afeta muito e tenho que pensar em jeito de conversar com ela sobre isso.

Meus níveis de humor e disposição estão que nem cotação de curto prazo. Quando sobem ninguém sabe porque, quando descem, idem. Engraçado que isso não afeta minha vontade de sair pra correr. Tive duas oportunidades pra ir correr nesta semana que acabei não indo porque tinha outras coisas pra fazer, mesmo estando com muita vontade.

Tenho notado uma mudança muito grande em meus interesses e meu jeito de pensar. Não sei se fico feliz ou apreensivo com isso. Me sinto muito bem ao ler bons livros, ao aprender coisas novas e estudar de tudo um pouco. Sempre tive essa tendência, mas me vejo cada vez mais rejeitando toda a cultura de massa e assuntos triviais e pouco edificantes. Apesar disso tudo ser muito construtivo a nível de indivíduo, sinto que me distancio cada vez mais de pessoas e coisas às quais eu tinha um grande apreço em tempos passados. Antes eu tolerava bem mais. Hoje vejo essa tolerância diminuindo e me sinto bastante desconfortável...