quinta-feira, 22 de abril de 2021

Fechamento no chute, pedras no caminho, gratidão e esforço

Olá blogosfera.

Caramba! Dessa vez tenho muito pra falar. Preciso ser mais assíduo aqui, porque em todas as vezes que eu tenho dificuldades eu volto aqui pra ler umas coisas do passado e reflito bastante. A gente deveria ter esse hábito de escrever diários. Nem precisava ser diário, um semanário já tava legal...

Inicialmente, vamos pro fechamento mensal. Eu vou fazer de chute mesmo porque tô sem paciência pra abrir planilha e ficar anotando valores. Esse final de semana que passou eu tava fazendo um levantamento mental com a patroa sobre nossas economias, e acho que em questão de 2 meses conseguimos quase dobrar o patrimônio. Do último fechamento que fiz na casa dos 34 mil, agora estamos em cerca de 60 mil reais, e com previsão de crescimento acelerado esse ano. Os negócios dela estão indo muito bem, e esse mês inclusive já saíram (ela e a sócia) atrás de contabilidade e consultoria pra abrir a empresa de vez. Pra mim o panorama também é bastante positivo, mas finalizo o fechamento no chute por aqui pra passar para as...

PEDRAS NO CAMINHO

Essas coisas são um saco, mas é sempre importante que isso aconteça pra gente parar de se deslumbrar e colocar o pé no chão. Tudo maravilhoso, gastei uma grana pra abrir o CNPJ pra receber os pagamentos do exterior, recebi o primeiro pagametno e eis que o bichinho da ganância me pegou. Não digamos que seja bem ganância, mas foi sim um pouquinho disso da minha parte e bastante ignorância do outro lado, mas deixa eu me explicar. 

Na gana de contar centavinhos (tá, centavinhos tbm não porque perco uns 100 USD nesse rolo), eu inventei de ir negociar com meu contratante o uso de uma plataforma melhor. O banco que eles usam pra pagar pro exterior não permite fazer pagamentos direto na moeda local deles pra minha conta na corretora de câmbio. Eles têm que fazer a conversão pra USD e me pagar nessa moeda, e eu também tenho que fazer a conversão pra BRL aqui. Só que nessa jogada eu perco uma grana considerável, visto que a conversão do banco deles é bem ruim no spread. Tentei negociar com os caras e me dei mal. O pessoal que faz o financeiro da empresa foi conversar com o dono e ele deve ter achado que eu tava tentando sonegar impostos, e o desgramado decidiu que a partir do próximo mês só vai fazer pagamentos pra contas PF. Basicamente ele argumentou que outros colegas remotos pagam altos impostos no recebimento dos pagamentos deles e que isso era injusto (abrir uma empresa pra receber pagamentos). Mas eu só abri o CNPJ porque eles (do financeiro) me disseram que não tinha problema algum em me pagar como PJ.

A princípio eu me ferrei, porque em vez de pagar cerca de 10% de impostos (simples nacional, IR e INSS) eu vou ter que pagar 27,5% (carnê-leão de PF). Eu vou dar uma de doido e vou mandar a invoice pros caras do financeiro me pagarem na conta da empresa. Se eles se negarem, eu vou chamar pessoalmente o dono da empresa pra conversar e esclarecer essa situação. Tive diversos gastos pra abrir a empresa e tenho outros gastos recorrentes. Só fiz isso porque eles disseram que não tinha nenhum problema. No pior dos casos eu fico desempregado. Duvido muito que me mandem embora por conta disso, visto que estão se matando pra conseguir encontrar gente pra trabalhar lá e, pelo menos do que percebo, estão gostando bastante do meu trabalho. Mas agora é que vem a parte da...

GRATIDÃO

Problemas acontecem durante toda a vida, mas a gente não pode desanimar (e confesso que quando soube da decisão de só pagar em conta PF, eu praticamente passei a noite em claro pensando nisso, bateu um bad daquelas). Acionei minha rede de contatos e comecei a procurar em redes sociais qualquer boa oportunidade de conseguir trabalho remoto. Enquanto a nossa moeda continuar nessa desvalorização forte, eu não vou largar desse osso. Consegui diversos contatos e provavelmente na semana que vem eu vou fechar mais um contrato de serviço, mas esse part-time, pro cara me conhecer melhor e eu não ter que largar meu atual contrato full-time.

É nesses momentos de incertezas (por mais bobas que sejam as minhas, no meio de uma pandemia cheia de gente que não sabe se vai ter o que comer no dia seguinte) que eu me sinto grato por todo o aprendizado que tive aqui na blogosfera e em outras comunidades de finanças e estilo de vida. Sou muito afortunado de ter tido pais que me deram condições pra estudar tudo o que eu sempre quis e me desenvolver. Hoje eu vejo a diferença que faz. Saber se comunicar, aprender outro idioma, tentar de alguma forma absorver outras culturas, aprender a entender e respeitar o diferente. Eu falo disso porque ouvi no primeiro contato que tive com esse dono de empresa estrangeiro, que ele já tinha entrevistado 6 antes de mim, mas que já gostou muito de mim só pela questão da comunicação. Eu sou grato demais por ter tido as oportunidades e por ter tido apoio pra agarrar elas sem medo de errar. E esse papo puxa o último que é o...

ESFORÇO

Acho que não existe sentimento mais gostoso do que perceber que seus esforços valeram a pena. Eu lembro como se tivesse acontecido há 3 minutos, a cara da minha esposa quando contei pra ela que passei na seleção e ia trabalhar remoto ganhando em moeda forte. Foi um upgrade considerável na nossa renda mensal. É uma sensação indescritível ver quem a gente ama se sentindo feliz com a gente. Pena que a grande maioria das pessoas nunca vai sentir isso na vida, como é bom ter alguém do seu lado que sempre te coloca pra cima, que sempre vem com ideias novas.

E o esforço é bom principalmente quando ele é feito da maneira inteligente. Hoje em dia esse papo de que trabalho duro é sinônimo de sucesso já deu uma vencida. É claro que a gente tem que se dedicar ao que acredita, mas as coisas hoje em dia tem de ser feitas de forma inteligente. Atualmente eu trabalho menos do que trabalhava quando era CLT, sendo que produzo muito mais e, por consequência, ganho mais por isso.

Enfim, dessa vez resolvi deixar aqui alguns devaneios inspirados nas minha experiências recentes. Sinto que tô ficando velho e muitas ideias estão mudando. Sinto que finalmente cheguei num ponto de evolução na vida. Parece que finalmente consegui focar e concentrar todos os meus esforços no ponto certo. E os frutos estão vindo!

Grande abraço a todos, fiquem bem, façam uma doação. Tem muita gente precisando!

quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Mais detalhes sobre o novo trampo

Olá blogosfera!

Uns 2 me pediram mais detalhes nos comentários do último post e resolvi escrever mais um pouco sobre o novo trampo aqui. Não tanto pra informar os poucos leitores deste blog, mas sim pra registrar esse meu novo começo. De vez em quando gosto de reler os posts antigos e dar umas risadas sobre como eu era bobo ou ingênuo sobre as coisas. Aprendo muito sobre a vida relendo meus posts antigos...

Pois bem. Comecei nesta segunda no novo trampo. 100% remoto. No momento só eu e um colega mais experiente que trabalhamos daqui do Brasil, o restante é da Austrália (onde fica a sede da empresa) e alguns de outros países (Índia, Cingapura, etc.).

A primeira boa impressão que tive foi o ritmo de startup. É uma empresa que já existe há alguns anos, mas recentemente mudaram de nome e de foco e estão desenvolvendo novos produtos num ritmo muito forte. Não tenho encheção de saco nenhuma em questão de horários, contanto que eu esteja disponível pra trocar uma ideia sobre meus progressos com eles no começo da noite daqui (14 horas de fuso horário). Gostei também da questão da liberação de acessos e das ferramentas utilizadas. Sem frescura de ficar uma semana esperando instalar não sei o que no teu computador, pegar 300 autorizações pra liberar acesso não sei onde... Todos os acessos liberados no primeiro dia, onboarding enxuto (só cobrindo o mínimo necessário pra começar a trabalhar) e muit estudo. Já caí de cabeça nos projetos e to mais perdido que filho de puta no dia dos pais, mas aos poucos vou me achando.

Todo o pessoal é muito prestativo e estão sempre disponíveis pra tirar dúvidas. O trampo em si me parece que vai ser bem tranquilo no sentido da complexidade. O produto da empresa é basicamente um só, que é customizado pra ficar de acordo com a necessidade de cada cliente.

No mais, o salário é muito bom (em dólar australiano) e eu só preciso trabalhar 38 horas por semana. Tive que fazer um investimento pesado (cerca de 10 mil reais) pra comprar um computador novo, monitor, acessórios e uma cadeira. Eu tinha tudo isso no trabalho anterior, mas era tudo da empresa e tive que devolver pra eles (meu trabalho era presencial e na pandemia me cederam tudo pra trabalhar de casa).

Já no segundo dia (que eu mal tinha aprendido como tudo funcionava) me passaram mais de 20 itens de trabalho. To focando nos prioritários, aprendendo "on the fly", mas é assim mesmo, eu já sabia que seria dessa forma. Uma coisa que tá me tirando muito da zona de conforto é esse ritmo de trabalho. Meus primeiros empregos não eram relacionados com tecnologia e eram bem puxados, mas eu perdi totalmente o pique depois de mais de 8 anos trabalhando em empresas gigantes. Multinacional e empresa a partir de centenas de funcionários é o lugar perfeito pro malandro. Nesse tipo de lugar nunca tem muito serviço e mesmo que você queira trabalhar pesado, não vai conseguir porque o fluxo do trabalho é tão lento quanto um elefante manco. Enfim, já estou forte na mudança de hábitos pra retomar esse ritmo.

No mais, espero voltar a aportar frequentemente. Tenho a rescisão da empresa anterior que tá pra sair, onde tenho quase 1 mês de férias a receber. Em março ou abril vai sair a participação de lucros referente a 2020, de onde devo receber cerca de 80% do meu salário. Os negócios da patroa também estão muito bons, toda semana mandando orçamentos e fechando projetos. Tomara que o ritmo continue assim, porque ela merece muito e tá na hora de reaver todo o empenho e gasto que teve estudando e se aperfeiçoando.

Fora a pandemia, a incompetência dos governadores  e a burrice presidencial que, vejam só, está deixando surpresos todos aqueles aquele apertaram o 17 na urna em 2018, esse ano tem tudo pra ser muito bom pra mim. Que assim seja...

Abraços e se cuidem!

quinta-feira, 18 de fevereiro de 2021

Dando um sinal de vida.

 Olá blogosfera!

Como estão? Espero que todos estejam bem...

Resolvi dar um sinal só pra registrar aqui mais um momento da minha vida. Tava desde Julho do ano passado sem escrever porque não tive nenhuma novidade até então. Continuei trabalhando na mesma empresa, mesmo salário e comecei a ficar de saco cheio.

Os investimentos continuam na mesma, tô há mais de um ano sem aportar. Decidi desencanar um pouco desse estresse de ficar contando moeda pra fazer sobrar dinheiro no final do mês e focar em coisas que, na minha observação (que até então tem se mostrado acertada), me trariam mais retorno.

Minha esposa atua com consultoria e projetos na área dela, de maneira autônoma com uma sócia. O negócio dela começou a dar retorno principalmente nesse ano de pandemia. Muitos contatos, muitos novos projetos e a grana começou a entrar devagarinho. Decidi investir um pouco nisso e apoiar a patroa, afinal o que ela faz é basicamente resolver problema grande dos outros e pra isso cobra muito bem, diga-se de passagem. O panorama para o negócio é bastante promissor pra esse ano, seguimos apostando nisso.

Eu ali por novembro comecei a ficar de saco cheio da empresa onde trabalhava. Vim de 7 anos trabalhando em uma corporação gigantesca, saí de lá porque não aguentava mais a burocracia e ter que ficar me subordinando a bonobos. Vim pra uma empresa grande (não tão grande quanto a anterior) e assim que completei pouco mais de um ano ali, comecei a ter um Deja Vu. Eu trabalho com tecnologia e tô cansado dessa palhaçada de ficar espalhando pra mídia e pra tudo que é lugar que a empresa inova, trabalha com tecnologia X, Y e Z, quando você sabe que tudo o que se faz de fato é maquiar uma estrutura cagada de anos que invariavelmente vai continuar produzindo os relatórios bizarros de clientes reclamando das coisas mais esdrúxulas que você pode imaginar em um sistema. Sem contar que, apesar de ter dobrado minha renda ao mudar pra essa empresa, eu sentia que ainda sim poderia ganhar mais.

Então resolvi fazer o que havia feito em Julho de 2019. Voltei a estudar e testar o mercado. Gastei no mínimo umas 120 horas aplicando pras mais diversas vagas e fazendo desafios técnicos, só pra ter certeza do meu nível de senioridade e pra testar as exigências atuais do mercado. Fiz diversas entrevistas, uma papagaiada sem fim repetindo o mesmo script manjado que todas as empresas querem ouvir. Consegui bons contatos, mas propostas realmente boas do ponto de vista financeiro não tive nenhuma. Acho incrível como o mercado de TI brasileiro tá forçando a barra e chamando de Sênior o cara que tem 2 anos de experiência numa empresa de fundo de quintal.

Eu acho que já comentei por aqui outras vezes, mas eu sou um sortudo do caralho. Comecei a alimentar meu Linkedin com as experiências que eu fazia estudando por conta, comecei a me engajar numas conversas sem pé nem cabeça só pra colocar o algoritmo da rede do meu lado. Consegui até um mês grátis do Premium. Enfim, resumindo, depois de tanto aplicar pra vagas, um brasileiro aleatório me abordou oferecendo vaga em uma startup gringa. Eu de pronto analisei o requisito da vaga e já percebi que não era pra mim. Mas ele insistiu um pouco mais e decidi aplicar, só pra ver onde isso iria chegar. Eis que fiz o teste técnico, uma entrevista com o pessoal da gringa e fui contratado.

Consegui atingir um ponto da carreira que achei que demoraria mais um 3 anos pra conseguir: receber em moeda forte. Sem benefícios que não te beneficiam, sem frescura. Só a grana vindo líquida pra conta.

Vai ser um desafio profissional gigante pra mim, vou ter que definitivamente sair da zona de conforto, mas com certeza vai ser de muito proveito. Consegui mais uma vez dobrar meus ganhos líquidos, e se eu performar bem nesse novo desafio, muito provavelmente vou conseguir dobrar mais uma vez minha renda em menos de um ano.

Consegui montar minha reserva de emergência e o panorama pra esse ano é bastante positivo. Tudo pro negócio da patroa deslanchar e o meu também. Em breve devo conseguir voltar a aportar...

Grande abraço a todos e se cuidem!