quinta-feira, 25 de fevereiro de 2021

Mais detalhes sobre o novo trampo

Olá blogosfera!

Uns 2 me pediram mais detalhes nos comentários do último post e resolvi escrever mais um pouco sobre o novo trampo aqui. Não tanto pra informar os poucos leitores deste blog, mas sim pra registrar esse meu novo começo. De vez em quando gosto de reler os posts antigos e dar umas risadas sobre como eu era bobo ou ingênuo sobre as coisas. Aprendo muito sobre a vida relendo meus posts antigos...

Pois bem. Comecei nesta segunda no novo trampo. 100% remoto. No momento só eu e um colega mais experiente que trabalhamos daqui do Brasil, o restante é da Austrália (onde fica a sede da empresa) e alguns de outros países (Índia, Cingapura, etc.).

A primeira boa impressão que tive foi o ritmo de startup. É uma empresa que já existe há alguns anos, mas recentemente mudaram de nome e de foco e estão desenvolvendo novos produtos num ritmo muito forte. Não tenho encheção de saco nenhuma em questão de horários, contanto que eu esteja disponível pra trocar uma ideia sobre meus progressos com eles no começo da noite daqui (14 horas de fuso horário). Gostei também da questão da liberação de acessos e das ferramentas utilizadas. Sem frescura de ficar uma semana esperando instalar não sei o que no teu computador, pegar 300 autorizações pra liberar acesso não sei onde... Todos os acessos liberados no primeiro dia, onboarding enxuto (só cobrindo o mínimo necessário pra começar a trabalhar) e muit estudo. Já caí de cabeça nos projetos e to mais perdido que filho de puta no dia dos pais, mas aos poucos vou me achando.

Todo o pessoal é muito prestativo e estão sempre disponíveis pra tirar dúvidas. O trampo em si me parece que vai ser bem tranquilo no sentido da complexidade. O produto da empresa é basicamente um só, que é customizado pra ficar de acordo com a necessidade de cada cliente.

No mais, o salário é muito bom (em dólar australiano) e eu só preciso trabalhar 38 horas por semana. Tive que fazer um investimento pesado (cerca de 10 mil reais) pra comprar um computador novo, monitor, acessórios e uma cadeira. Eu tinha tudo isso no trabalho anterior, mas era tudo da empresa e tive que devolver pra eles (meu trabalho era presencial e na pandemia me cederam tudo pra trabalhar de casa).

Já no segundo dia (que eu mal tinha aprendido como tudo funcionava) me passaram mais de 20 itens de trabalho. To focando nos prioritários, aprendendo "on the fly", mas é assim mesmo, eu já sabia que seria dessa forma. Uma coisa que tá me tirando muito da zona de conforto é esse ritmo de trabalho. Meus primeiros empregos não eram relacionados com tecnologia e eram bem puxados, mas eu perdi totalmente o pique depois de mais de 8 anos trabalhando em empresas gigantes. Multinacional e empresa a partir de centenas de funcionários é o lugar perfeito pro malandro. Nesse tipo de lugar nunca tem muito serviço e mesmo que você queira trabalhar pesado, não vai conseguir porque o fluxo do trabalho é tão lento quanto um elefante manco. Enfim, já estou forte na mudança de hábitos pra retomar esse ritmo.

No mais, espero voltar a aportar frequentemente. Tenho a rescisão da empresa anterior que tá pra sair, onde tenho quase 1 mês de férias a receber. Em março ou abril vai sair a participação de lucros referente a 2020, de onde devo receber cerca de 80% do meu salário. Os negócios da patroa também estão muito bons, toda semana mandando orçamentos e fechando projetos. Tomara que o ritmo continue assim, porque ela merece muito e tá na hora de reaver todo o empenho e gasto que teve estudando e se aperfeiçoando.

Fora a pandemia, a incompetência dos governadores  e a burrice presidencial que, vejam só, está deixando surpresos todos aqueles aquele apertaram o 17 na urna em 2018, esse ano tem tudo pra ser muito bom pra mim. Que assim seja...

Abraços e se cuidem!

Um comentário:

  1. Tenho a mesma sensação descrita no seu último parágrafo, parece que tudo está ruindo à minha volta e eu estou em um caminho oposto.
    Já terminei o ano de forma muito positiva e ele continua se mostrando muito bom para mim, além daquela sensação de que agora as coisas vão deslanchar na minha vida.
    Espero que estejamos certos e possamos prosperar bastante esse ano! =)

    ResponderExcluir